manguito_rotador_ortopedista_sao_paulo

O que é a lesão do manguito rotador?

Muitas pessoas sofrem com dor no ombro, porém, nem todas já ouviram falar sobre a lesão do manguito rotador. Se esse é o seu caso, eu já posso adiantar, provavelmente essa é a grande causa dos seus problemas.

O manguito rotador é um conjunto de quatro tendões que envolvem o ombro, são eles: o supraespinal, o infraespinal, o subescapular e o redondo menor. Cada um deles realiza um papel muito importante na sua articulação, mantendo o seu ombro no lugar e possibilitando que os movimentos sejam realizados pelo seu braço.  

A seguir, nós vamos nos aprofundar nesse assunto e tirar as suas principais dúvidas sobre a lesão do manguito rotador. Confira!

Incidência de casos

A lesão do manguito rotador é mais comum do que você possa imaginar. Segundo uma pesquisa divulgada pela Revista Brasileira de Ortopedia, esse problema atinge 33% da população geral e 50% das pessoas com mais de 80 anos de idade. Na lista das queixas mais comuns nos consultórios médicos, ele ocupa o terceiro lugar – perdendo somente para as dores na lombar e nos joelhos.

Levantamentos realizados pelo site Viva Bem revelam ainda que, todos os anos, uma em cada dez pessoas procuram ajuda médica justamente por causa de reclamações relacionadas à lesão do manguito rotador.

Causas da lesão do manguito rotador

Como dito anteriormente, a idade é um fator determinante para a lesão do manguito rotador. Justamente por isso, esse problema costuma ser mais comum entre as pessoas com mais de 40 anos de idade. Nesse caso, o desgaste está relacionado a uma alteração degenerativa, por isso, pode estar associado à perda de força.

Algumas atividades também podem contribuir para a lesão do manguito rotador. É por isso que profissionais que realizam tarefas repetitivas com os braços costumam desenvolver esse tipo de problema com o passar dos anos.

Além disso, há ainda outros fatores importantes, como a má postura, a instabilidade decorrente da movimentação articular excessiva – que geralmente é proveniente dos treinos na academia –, quedas, acidentes ou ainda inflamações que podem atingir os tendões ou a bursa (uma membrana que envolve as articulações, mantendo-as lubrificadas).

Sintomas

Nem todas as pessoas com lesão no manguito rotador têm os mesmos sintomas, uma vez que, nem todas sofrem, necessariamente, do mesmo problema. O que é importante entender é que o que causa a lesão é a ruptura das fibras de um ou mais tendões. No entanto, essa ruptura pode acontecer de diferentes formas:
– Completa ou parcial; 
– Atingindo apenas um tendão ou mais de um;
– Isolada ou associada a outro tipo de problema no ombro.

O tendão também pode permanecer em sua forma original ou sofrer uma retração. Além disso, ele pode estar saudável ou desgastado. Todos esses fatores podem influenciar nos sintomas da lesão, apesar disso, alguns deles são mais comuns, dessa forma, acometem grande parte das pessoas que sofrem com esse problema.

O sintoma campeão é a dor no ombro, que, normalmente, começa de forma sutil e piora progressivamente com o passar do tempo. Essa dor costuma ser mais intensa na lateral do ombro e no período da noite, devido à postura do corpo durante as horas de sono.

Em alguns casos, a dor causada por essa lesão pode irradiar para outras partes do corpo, como para o cotovelo, região escapular ou para o pescoço.

A perda de força também é um sintoma comum entre as pessoas que sofrem com a lesão do manguito. Ela pode ser leve, porém, quando é sentida de forma intensa, chega a impossibilitar certos movimentos do braço ou causar uma instabilidade, dando a impressão de que o ombro vai sair do lugar.

Diagnóstico

Para ter um correto diagnóstico sobre as dores no ombro, procurar um especialista e conversar sobre o problema é o primeiro passo. Durante a consulta médica, certamente você será examinado e, depois, terá que responder uma série de perguntas.

Após a consulta, vem a etapa dos exames clínicos de imagem, como radiografias e ultrassonografias, que ajudarão o médico a avaliar as condições dos seus tendões. Se somente esses exames não forem suficientes para um diagnóstico preciso, será necessário ainda fazer uma ressonância magnética. Com esse exame, seu médico poderá ter uma visão mais ampla e detalhada não apenas dos tendões, mas também dos seus ossos e cartilagens.

Tratamento para a lesão do manguito rotador

Buscar a ajuda de um médico e passar por todos os exames é a melhor (e única) forma de identificar qual o tratamento mais indicado – uma vez que, como disse, existem diversos tipos de lesões e cada uma delas deve ser tratada de forma distinta. Fatores como a gravidade da lesão, idade, intensidade da dor, atividades praticadas e perda de função do ombro lesionado também são determinantes para a decisão do especialista. 

Em casos menos graves, como em uma lesão parcial do manguito, pode ser indicado um tratamento que inclui alongamentos, correção postural, exercícios de fortalecimento dos estabilizadores e rotadores do ombro, infiltrações e repouso, além da prescrição de anti-inflamatórios e analgésicos.

Quando esse tratamento não é suficiente ou ainda quando houve uma ruptura completa do tendão, a cirurgia se torna a única opção viável. Ela pode ser aberta ou artroscópica. Por ser minimamente invasiva, essa segunda opção costuma ser a mais utilizada atualmente. Quando utiliza essa técnica, o médico introduz uma microcâmera de vídeo e todos os instrumentos necessários por meio de pequenas incisões.

Pós-operatório

De forma geral, as cirurgias costumam ser tranquilas e apresentar ótimos resultados. Sendo assim, uma vez que o procedimento é realizado, as recomendações dos especialistas são controlar as dores por meio de analgésicos e utilizar tipoia pelo período de quatro a seis semanas.

Também faz parte do pós-operatório não realizar nenhum esforço físico até que ocorra a cicatrização do tendão. O indicado é que os esforços leves passem a ser inseridos no dia a dia entre o segundo e terceiro mês depois da cirurgia. Já outros tipos de atividades, como as desportivas, só são liberados a partir do sexto mês após o procedimento cirúrgico.

Agora que você já sabe o que é a lesão do manguito rotador, agende a sua consulta para uma avaliação. Além de lhe proporcionarem mais qualidade de vida, um diagnóstico e tratamento adequado podem ser essenciais no combate ao agravamento do problema do seu ombro. 

Dr Mauro Choi
Ortopedia e Traumatologia
Especialista em cirurgia de Ombro e Cotovelo
CRM-SP 146874 RQE 51757

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp